Qual é o futuro da contabilidade? Descubra as tendências da área!

Basta olhar ao redor para perceber que as novas tecnologias estão afetando comportamentos e processos, sobretudo, no ambiente empresarial. O mesmo ocorre quando se trata de atividades relacionadas com a contabilidade, que também dependem de adequações e da adoção de novas metodologias.

Afinal, as ferramentas atuais garantem mais dinamismo, praticidade, facilidade, economia e segurança durante a organização, a implementação e a execução de tarefas cotidianas.

Neste post, apontamos algumas novidades e mostramos a importância de adotar certos recursos tecnológicos no gerenciamento da rotina de trabalho. Quer ficar por dentro das tendências do segmento? Então, acompanhe!

Quais tendências marcam o futuro da contabilidade?

A digitalização dos meios de informação é um processo irreversível e fundamental para as empresas alcançarem vantagem competitiva no mercado atual. Por isso, não é de espantar o volume de investimento em tecnologia, que cresce ano após ano.

Daqui para a frente, termos como computação em nuvem, inteligência artificial, gestão automatizada, inteligência de negócio, gestão orientada por dados e experiência do cliente serão cada vez mais frequentes, inclusive no ramo de contabilidade.

Hoje em dia, por exemplo, já é possível fazer o download e arquivamento automático de notas fiscais eletrônicas (NF-es) emitidas pela e para a organização, a partir de programas on-line conectados às Secretarias de Estado de Fazenda (Sefaz). Dessa forma, sempre que houver uma NF-e relativa à empresa, o processo será automático.

Outro ponto importante, que muda completamente a rotina burocrática, é a substituição dos livros contábeis por Escrituração Contábil Digital (ECD) e Escrituração Contábil Fiscal (ECF). Isso quer dizer que a versão digital interliga dados fiscais e contábeis de forma rápida e eficiente. Assim, poupa-se tempo e otimizam-se os processos.

O que é preciso saber sobre o assunto?

Daqui para a frente, o profissional da contabilidade terá de tratar as demandas atuais com as ferramentas apropriadas. Nesse sentido, cabe dizer que o modelo de contador 2.0 ganha ainda mais força entre os profissionais antenados no mercado.

Nesse contexto, o contador tem a chance de otimizar as tarefas e interagir melhor com os clientes, a partir de recursos tecnológicos. E isso muda muita coisa na rotina de trabalho em termos de produtividade, economia e vantagem competitiva.

Outro fator que merece atenção diz respeito ao crescimento da quantidade e relevância das startups no mercado brasileiro, uma vez que, nesse formato de negócio, os aspectos tributários e de legislação tendem a ser bem específicos. Portanto, tais particularidades merecem atenção.

Por que investir em ferramentas de otimização?

Lidar com a frequente oscilação do mercado requer bem mais que conhecimentos técnicos. Afinal, para vencer a concorrência e conquistar a confiança dos clientes, é preciso estratégia.

Quando a equipe deixa de executar uma atividade central do negócio porque as tarefas cotidianas tomam a maior parte do tempo, a empresa perde visão e capacidade de enxergar novas possibilidades.

Com as ferramentas de otimização, os colaboradores podem se concentrar naquilo que realmente importa. Ou seja, a inserção de referências corretas no sistema produz dados confiáveis, sem interferir na produtividade deles.

E o melhor de tudo é que o método, além de reduzir o índice de retrabalhos e estimular os acertos, ainda abre espaço para a previsão de ações posteriores, a partir das métricas obtidas.

Pelo computador, os colaboradores têm acesso a dados que favorecem as tomadas de decisão, de um jeito simples, rápido e prático. O futuro da contabilidade tem, assim, relação direta com o conhecimento e o uso de recursos tecnológicos.

Além disso, a necessidade de mais inteligência de negócio não deixa outra opção para os profissionais da área. Por isso, é imprescindível que o contador busque frequentemente por atualizações e recursos adequados.

Viu como o futuro da contabilidade pode atingir os negócios? Então, compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais para que outras pessoas tenham acesso às informações deste post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This